Sociedade

TERCEIRIZAÇÃO

Patronal pressiona por terceirização

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, informou que os líderes de diversas confederações empresariais se encontraram com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) nesta quarta (28), em defesa do projeto que regulariza e amplia a terceirização no Brasil.

quinta-feira 29 de outubro de 2015| Edição do dia

Foto: Agência Senado

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, informou que os líderes de diversas confederações empresariais se encontraram com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) nesta quarta (28), em defesa do projeto que regulariza e amplia a terceirização no Brasil. O projeto, aprovado pela Câmara em abril, está parado no Senado. "Ele (Calheiros) ficou de dar uma posição rápida sobre um calendário de votações", disse o presidente da CNI.

O projeto, aprovado pela Câmara em abril, está parado no Senado. "Ele (Calheiros) ficou de dar uma posição rápida sobre um calendário de votações", disse o presidente da CNI. A proposta do projeto é ampliar a terceirização para as atividades fim, ou seja, podendo ser terceirizado quase todo tipo de serviço. A terceirização já acomete 12 milhões de brasileiros, e mais que triplicou durante os 12 anos do governo do PT.

Segundo Robson Andrade: “Este é um projeto importantíssimo, não só para a economia de modo geral, mas especialmente em um momento como esse. As empresas precisam ter relações com segurança jurídica para suas atividades".

Para os trabalhadores, o projeto de lei representa um ataque profundo junto com outros que já vem sendo aplicados como o PPE. Em torno de 111 categorias já fecharam acordos de redução salarial esse ano, e o projeto de ampliar a terceirização é mais um ataque no sentido da precarização do trabalho e desmobilização da classe de conjunto. A patronal já vem implementando demissões em massas em vários locais, como as montadoras, e pretendem seguir nessa linha, pressionando pela terceirização.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar